• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Com domínio impressionante, Button vence a sexta em 2009 na Turquia

Digiqole ad

Jenson Button continua com seu domínio impressionante na temporada 2009. No GP da Turquia, disputado neste domingo, o inglês da Brawn GP venceu a sexta corrida em sete provas disputadas neste ano. Ele assumiu a ponta após a saída de pista de Sebastian Vettel, da RBR, ainda na primeira volta. O alemão, que largou na pole position, caiu para a terceira posição, após ser superado por Mark Webber, seu companheiro de equipe, que fez uma parada a menos nos boxes. O australiano terminou em segundo.

Jarno Trulli, da Toyota, conseguiu uma excelente quarta posição após duas corridas ruins da equipe japonesa, à frente de Nico Rosberg, da Williams, o quinto. Felipe Massa, da Ferrari, teve um desempenho discreto, mas chegou na sexta posição. Ele conseguiu importantes pontos para o campeonato, já que Kimi Raikkonen, seu companheiro de equipe, chegou em nono e não marcou pontos. O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, foi o sétimo e o alemão Timo Glock, o oitavo.

Rubens Barrichello, vice-líder do campeonato, teve uma corrida caótica e abandonou a dez voltas do fim. O brasileiro da Brawn GP teve problemas de câmbio na largada e caiu para a 13ª posição. Ao tentar se recuperar, ele cometeu erros ao tentar passar Heikki Kovalainen e Adrian Sutil e, por isso, continuou atrás. O fim de sua prova foi causada pelo agravamento do problema na caixa de marchas.

Nelsinho Piquet chegou apenas na 16ª posição, com uma tática de duas paradas. Pelo menos o piloto da Renault fez uma excepcional ultrapassagem sobre Lewis Hamilton, ao ficar lado a lado com o inglês durante três curvas na 34ª volta. Eles chegaram a tocar rodas, mas o brasileiro levou a melhor. Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, também não foi bem e terminou em décimo, fora da zona de pontuação.

No campeonato, Jenson Button ampliou sua vantagem para Rubens Barrichello que, apesar do abandono, se manteve em segundo. Com a sexta vitória no ano, o inglês tem agora 61 pontos, contra 35 de Barrichello. Sebastian Vettel está com 29, 1,5 à frente de Mark Webber, seu companheiro. A próxima corrida da Fórmula 1 será o GP da Inglaterra, em Silverstone, no dia 21 de junho.

Na largada, Rubens Barrichello, que largava na terceira posição, teve problemas com o câmbio, que não engrenou a primeira marcha. O brasileiro caiu muito, para a 13ª posição, atrás de Nick Heidfeld, da BMW Sauber, que foi superado com facilidade ainda na primeira volta da corrida.

Enquanto isso, na frente, Sebastian Vettel sequer conseguiu completar a primeira volta em primeiro. O alemão da RBR cometeu um erro na curva 9, saiu da pista e foi superado por Jenson Button, que manteve a segunda posição na largada. Com um ritmo forte, o inglês abriu quase seis segundos até o pit stop do rival, na 15ª.

Atrás, Barrichello continuava em seu calvário. Após ficar quase seis voltas preso atrás de Heikki Kovalainen, da McLaren, na briga pela 11ª posição, o brasileiro exagerou na curva 11 e acertou a lateral do carro do finlandês. Mas foi o piloto da Brawn GP que rodou e perdeu cinco posições, caindo para 17º.

O brasileiro não arrefeceu e continuou em sua luta para ganhar posições. Na oitava volta, ele passou Lewis Hamilton com facilidade. Na décima, ele superou o compatriota Nelsinho Piquet após o piloto da Renault errar a freada da curva 11. Mas os problemas não acabaram: por rádio, Barrichello reclamou com seu engenheiro de outro problema de câmbio. Seu carro estava sem a sétima marcha, o que dificultava as tentativas de ultrapassagem.

Na 12ª volta, Barrichello tentou mais uma manobra, desta vez para cima de Adrian Sutil, da Force India, na última curva do circuito. Só que o brasileiro exagerou de novo e teve sua asa dianteira danificada após um toque do alemão na entrada da reta dos boxes. Ele ainda tentou, sem sucesso, a ultrapassagem no fim da reta, mas teve de entrar nos boxes para seu primeiro pit stop no fim da volta, quando trocou o bico e voltou na última posição da corrida.

Na frente, Jenson Button parou nos boxes três voltas após Sebastian Vettel, na 17ª, e voltou à pista com uma vantagem considerável em relação ao alemão. Só que, mais leve, piloto da RBR começou a se aproximar rapidamente do inglês. A equipe austríaca trocou a estratégia do alemão, que passou à tática de três pit stops para tentar superar o líder do campeonato.

Na 25ª volta, Vettel tentou a ultrapassagem sobre Button, mas não obteve sucesso. O alemão acabou por entrar nos boxes na 29ª e voltou na terceira posição, atrás de Mark Webber, seu companheiro de equipe. Com isso, o inglês conseguiu ter a tranquilidade necessária para abrir uma boa vantagem na frente. Vettel, por sua vez, não conseguiu fazer os tempos necessários para lutar pela ponta.

Bem atrás, Rubens Barrichello fez sua segunda parada na 38ª volta, quando brigava pela 15ª posição. O brasileiro voltou dos boxes bem atrás e passou a fazer uma corrida apenas para tentar chegar ao final da prova. Mas o piloto da Brawn GP teve mais problemas em seu carro e precisou entrar nos boxes a dez voltas do fim, quando finalmente abandonou a corrida.

Na 44ª volta, Jenson Button fez sua segunda parada, na mesma volta de Mark Webber. Sebastian Vettel, que estava em terceiro, ganhou apenas a posição de seu companheiro de equipe, mas a vantagem de pouco mais de 14 segundos não era suficiente para garantir a segunda posição. O alemão voltou apenas na terceira posição, garantindo o pódio, mas distante da vitória.

1 J. Button (ING) Brawn 58 voltas em 1h26m24s848
2 M. Webber (AUS) RBR a 6s714
3 S. Vettel (ALE) RBR a 7s461
4 J. Trulli (ITA) Toyota a 27s843
5 N. Rosberg (ALE) Williams a 31s539
6 F. Massa (BRA) Ferrari a 39s996
7 R. Kubica (POL) BMW Sauber a 46s247
8 T. Glock (ALE) Toyota a 46s959
9 K. Raikkonen (FIN) Ferrari a 50s246
10 F. Alonso (ESP) Renault a 1m02s420
11 N. Heidfeld (ALE) BMW Sauber a 1m04s327
12 K. Nakajima (JAP) Williams a 1m06s376
13 L. Hamilton (ING) McLaren a 1m20s454
14 H. Kovalainen (FIN) McLaren a 1 volta
15 S. Buemi (SUI) STR a 1 volta
16 N. Piquet (BRA) Renault a 1 volta
17 A. Sutil (ALE) Force India a 1 volta
18 S. Bourdais (FRA) STR a 1 volta
19 R. Barrichello (BRA) Brawn a 11 voltas/câmbio
20 G. Fisichella (ITA) Force India a 54 voltas/mecânico

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat