• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Com apoio do Avançar na Saúde, Hospital Geral de Caxias vai ampliar leitos em 50%

 Com apoio do Avançar na Saúde, Hospital Geral de Caxias vai ampliar leitos em 50%
Digiqole ad

O governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior, e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, assinaram, nesta terça-feira (5/10), o convênio para o repasse de R$ 15 milhões ao Hospital Geral de Caxias do Sul, na Serra. Referência para 1,2 milhão de pessoas, a instituição planeja ampliar em 50% do número de leitos a partir de março do ano do próximo ano. Serão 118 a mais, passando dos 237 atuais para 355 leitos nas áreas de internação clínica, UTI adulta, pediátrica e neonatal.

“Precisamos dessa expansão”, disse a secretária de Saúde durante a cerimônia. “Cento e dezoito leitos são importantes não só para essa região. São muito importantes para o Estado do Rio Grande do Sul. E, sendo um hospital público, com a gestão da Fundação, com a parceria do Estado, estamos juntos para ir para Brasília e habilitar os leitos o mais rápido possível”.

Para concluir a obra, iniciada em 2014 e que passou por uma interrupção entre 2017 e o ano passado, quando foi retomada com ajuda da comunidade, o governo do Estado repassará recursos por meio do programa Avançar para as Pessoas na Saúde, que promove a qualificação da rede hospitalar, da assistência farmacêutica e das unidades básicas de saúde.

““Dinheiro não brota do nada. Se chegamos neste momento, com investimentos históricos em infraestrutura, saúde, inovação, cultura e, em breve, educação, segurança pública e administração penitenciária, é porque tivemos muito trabalho, muita estratégia para executar, com o apoio da Assembleia, reformas administrativas estruturais profundas junto com privatizações”, destacou o governador em exercício. “Anunciamos quase R$ 250 milhões para a saúde, de onde se originam esses R$ 15 milhões que estamos repassando”.

 

Hospital Caxias 1
Com os recursos do convênio, o hospital abrirá mais 118 leitos – Foto: Divulgação/ SES

 

Atualmente, a unidade oferece assistência em diferentes especialidades e serviços, como diagnóstico e terapia, urgência e emergência, procedimentos cirúrgicos, internações, serviços de UTI, cirurgias cardíacas, atendimento a gestantes de alto risco, captação e transplante de córneas, aos 49 municípios que fazem da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde.

Também conta com uma Unidade de Alta Complexidade em Oncologia, que oferece serviços de oncologia e hematologia adulto e pediátrico, cirurgia oncológica e radioterapia. Além disso, funciona como hospital de ensino para estudantes da área das Ciências da Vida da UCS e médicos em especialização.

A ampliação do complexo hospitalar possibilitará a expansão de 70% da área física e 62% da capacidade de atendimento. Quanto aos leitos, serão 77 destinados a internação, 20 na UTI adulta, 11 na UTI pediátrica e 10 na UTI neonatal. A liberação dos recursos levou à retomada das obras, com conclusão prevista para março.

“A maioria dos leitos será para casos de alta complexidade, uma demanda da população”, explicou o diretor do hospital, Sandro Junqueira. “Com a pandemia, essa demanda por alta complexidade cresceu no Estado, mas aqui é permanente”.

Para a secretária, será especialmente importante a abertura dos leitos na UTI neonatal:

“A UTI neonatal é a que mais necessitamos. Não há carência, temos uma rede potente no Estado. Mas parto sempre é urgente e só isso já vale a pena”.

Fruto de uma grande mobilização da comunidade, a campanha #TodosPeloGeralParaTodos foi lançada em 2020 com o objetivo de arrecadar R$ 37 milhões para a obra e a ampliação no número de leitos clínicos e de UTI. Foi durante uma visita do governador Eduardo Leite, em junho, que a conclusão da obra foi acertada, com o Estado completando o valor que faltava.

Para Junqueira, o programa Avançar na Saúde, que inverte a lógica dos investimentos na saúde, oferecendo recursos para ampliar o atendimento, é uma surpresa positiva.

“Estou na área médica desde 1994 e é a primeira vez que o governo investe em hospitais. Isso vai permitir ampliar e qualificar o atendimento”, disse, lembrando que o hospital foi construído pelo governo do Estado e repassado à Fundação Universidade de Caxias do Sul (Fucs) em 1998. ”É um investimento no SUS”.

Avançar na Saúde

O programa Avançar para as Pessoas na Saúde prevê investimentos de R$ 249,7 milhões na saúde do Rio Grande do Sul até o final de 2022. Só na rede hospitalar serão R$ 177 milhões para obras, reformas e aquisição de equipamentos. A Rede Bem Cuidar RS, voltada para a atenção básica, receberá outros R$ 31,4 milhões, enquanto o Farmácia Cuidar+ terá R$ 21 milhões. É o maior investimento já realizado em saúde no Estado nos últimos 20 anos, com recursos do Tesouro e fluxo financeiro já planejado e garantido.

A iniciativa faz parte do Avançar RS, programa transversal lançado em junho deste ano que passou a envolver as iniciativas com as quais o governo pretende acelerar o crescimento econômico e incrementar a qualidade da prestação de serviços à população.

Digiqole ad

Relacionados

Open chat