• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Com 20 pontos de Evandro, Brasil se impõe, bate a Itália e segue líder

 Com 20 pontos de Evandro, Brasil se impõe, bate a Itália e segue líder
Digiqole ad

O bloqueio italiano tentava colocar um freio em Evandro, mas o oposto não aceitava. Dava de ombros para a marcação e cumpria bem seu papel. Aproveitava a chance e, atuando como titular, mostrava tranquilidade para tirar o Brasil dos momentos mais complicados do confronto contra a Itália. Neste domingo, com os 20 pontos dele e uma atuação segura do grupo, a seleção dava o troco aos rivais. Depois da derrota no tie-break no Foro Itálico, na sexta-feira, venceu o jogo em Florença sem ceder um set sequer: 3 a 0, parciais de 25/23, 25/22 e 2516. 

 

Com o resultado, a equipe segue na liderança do Grupo A com 18 pontos. A Sérvia ultrapassa a Itália e assume a a segunda colocação: 14 contra 13. O próximo compromisso da seleção fora de casa será contra a Austrália. As partidas serão em Sydney, nos dias 27 e 28 de junho. Na semana seguinte, o time volta a enfrentar os italianos pela última rodada da fase de classificação, em Cuiabá. Bernardinho estará na lateral da quadra depois de cumprir a suspensão de 10 jogos imposta pela Federação Internacional (FIVB).

Por ser o anfitrião da fase final, o Brasil já está classificado para a etapa decisiva da Liga, que será disputada de 15 a 19 de julho, no Rio de Janeiro. O palco será o Maracanãzinho, que também abrigará os torneios de vôlei masculino e feminino durante os Jogos Olímpicos de 2016.

O jogo

Com uma formação diferente do confronto anterior – o central Isac no lugar de Eder e Evandro no de Wallace – , o Brasil saía na frente (4/1). O oposto aparecia como a melhor opção ofensiva do time. Os anfitriões forçavam o saque e davam pontos de presente (10/7). Um ace de Travica abria caminho para a equipe se armar e encostar no placar (11/10). O jogo ficava equilibrado. O respiro era dado por Evandro, que passava cheio de autoridade pelos bloqueios. O Brasil fazia boas defesas. Durante um rali, Murilo chegava a evitar que ela tocasse o chão usando o joelho, mas lamentava a marcação da arbitragem, após o desafio, que dava o ponto para a Itália (16/16). Lucarelli recolocava a seleção à frente no ataque seguinte. Vettori e Zaytsev falhavam no serviço e ajudavam os rivais. Lucarelli vinha do fundo, comemorava o set point, mas a revisão mostrava a invasão por baixo. O Brasil reclamava, Zaytsev empatava (23/23), Rubinho pedia tempo. Na volta, Bruninho chamava Isac. Bola no chão. Evandro, dono da parcial, fechava a porta para Lanza e assegurava o 1 a 0 no marcador: 25/23.

Antes do início do segundo set, o árbitro conversava com os capitães Bruninho e Travica. Após a liberação, as equipes trocavam erros. Bruninho conseguia um bloqueio, Lucão outro e o time se mantinha na frente (6/5). Vettori buscava as linhas no saque, tinha sucesso. Bruninho também fazia boa passagem pelo serviço. No primeiro, a rede amortecia e enganava os italianos: ace. No segundo, batia de novo e criava a oportunidade que Evandro precisava para virar mais uma (11/9). A vantagem brasileira girava na casa dos três pontos. A Itália pecava no saque e Evandro matava mais um ponto. Zaytsev chamava a responsabilidade e ainda contava com as falhas do rivais para se aproximar (21/20). Bruninho não perdia tempo. Acionava Evandro. Funcionava. O levantador desperdiçava um saque para alegria dos donos da casa (23/22). Sem querer papo, Isac soltava uma pancada pelo meio. Após saque de Murilo, a bola voltava de graça e Evandro não perdoava: 25/22.  

O Brasil seguia ditando o ritmo. Lucão garantia um ace e levava preocupação Mauro Berruto (11/7). O técnico pedia tempo. De pouco adiantava. Os visitantes faziam pontos em sequência. Bruninho distribuía bem as jogadas. Lucarelli, Murilo e Evandro passavam pela marcação. A torcida já não se manifestava. A frente já era de 17/10 e a seleção se mantinha concentrada. Rubinho fazia a inversão. Bruninho dava lugar a Rapha e Evandro a Wallace. Riad também deixava o banco. A Itália tentava uma reação. Não adiantava. Os rivais estavam atentos e dispostos a fechar o jogo. A vitória veio com um ace de de Murilo: 25/16.

OS JOGOS DO BRASIL

29/05 – Brasil 3 x 2 Sérvia – Belo Horizonte
31/05 – Brasil 3 x 1 Sérvia – Belo Horizonte
05/06 – Brasil 3 x 1 Austrália – São Bernardo do Campo
07/06 – Brasil 3 x 0 Austrália – São Bernardo do Campo
12/06 – Sérvia 3 x 2 Brasil – Novi Sad
14/06 – Sérvia 2 x 3 Brasil – Belgrado
19/06 – Itália 3 x 2 Brasil – Roma
21/06 – Itália 0 x 3 Brasil – Florença
27/06 – Austrália x Brasil – Sydney
28/06 – Austrália x Brasil – Sydney
02/07 – Brasil x Itália – Cuiabá
03/07 – Brasil x Itália – Cuiabá

Foto: Divulgação / FIVB

 

 

Crédito: http://globoesporte.globo.com/volei/noticia/2015/06/com-20-pontos-de-evandro-brasil-se-impoe-bate-italia-e-segue-lider.html?utm_source=Twitter&utm_medium=Social&utm_content=Esporte&utm_campaign=globoe

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat