• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Cientistas detectam possível magnetar na Via Láctea

Digiqole ad

O Grande Telescópio Canárias (GTC), instalado no Instituto de Astrofísica das Canarias (IAC), na Espanha, captou a imagem mais profunda da zona onde reside um fenômeno cósmico que surpreendeu os cientistas no início do mês. Trata-se de um magnetar – estrela de nêutrons com alto valor de campo magnético e responsável por grandes explosões de raios X e raios gama – que, segundo os pesquisadores, estaria localizado dentro da Via Láctea, a galáxia da Terra.

O magnetar observado pela equipe do Instituto de Astrofísica de Andalucía (IAA) permaneceu em estado letárgico por mais de 30 anos. A intensa luz da estrela que pode ser vista atualmente foi provocada, conforme o estudo, por um reajustamento do seu campo magnético. Os especialistas acreditam que este magnetar esteja na Via Láctea porque o telescópio GTC não detectou nenhuma galáxia anfitriã nas proximidades da estrela de nêutrons.

Ainda assim, os astrônomos não descartam a possibilidade de que esta fonte de energia resida em uma das galáxias mais distantes do espaço, a cerca de bilhões de anos-luz da Via Láctea.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat