• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Chefe de gabinete de ministro das Cidades é demitido

Digiqole ad

O Diário Oficial da União publicou nesta quarta-feira a exoneração de Cássio Ramos Peixoto do cargo de chefe de gabinete do ministro das Cidades, Mário Negromonte. A demissão é assinada pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.

Matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo no fim do ano passado afirmou que a diretora de Mobilidade Urbana da pasta, Luiza Gomide, com autorização de Cássio Peixoto, alterou parecer técnico que vetava a mudança do projeto do governo de Mato Grosso de trocar a implantação de uma linha rápida de ônibus (BRT) pela construção de um veículo leve sobre trilhos (VLT). A mudança aumentaria os custos da obra em R$ 700 milhões.

O Diário Oficial traz ainda nomeações e exonerações do segundo escalão, em vários ministérios. Entre elas está a de Thomas Timothy Traumann para o cargo de porta-voz da Secretaria Executiva da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). O jornalista já era assessor especial da Secom e substitui o diplomata Rodrigo Baena, que passa a exercer o cargo de assessor especial da secretaria.

Outra nomeação publicada hoje foi a de Francisco Graziano Neto, como assessor especial de ex-presidente da República. Ex-deputado pelo PSDB, Graziano chegou a ser chefe de gabinete de Fernando Henrique Cardoso. De acordo com a lei, ex-presidentes têm direito, de forma vitalícia, a dois carros e oito servidores pagos pelos cofres públicos. Quatro fazem a segurança deles e os quatro restantes são de apoio pessoal (dois motoristas e dois assessores para assuntos diversos).

Na Polícia Federal, Maurício Leite Valeixo assume o cargo de diretor de Inteligência, no lugar de Marcos David Salem.

 

Crédito: Agência Brasil/CP

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat