• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Cápsula que inibe a vontade de beber álcool já é realidade

 Cápsula que inibe a vontade de beber álcool já é realidade
Digiqole ad

Uma grama de álcool tem mais calorias do que uma grama de açúcar. Isso não é piada, isso é verdade e eu quase caí pra trás da cadeira do consultório da minha endocrino quando ela me veio com essa. Por que ela me veio com essa? Porque garantiu que se eu não eliminasse meus cálices de vinho à noite, durante a semana, não emagreceria.

Percebendo a forma enfática como reagi, só restou à minha querida e compreensiva endocrino, então, dizer que tiraria meu carboidrato da dieta.
– Quer beber à noite? – ela certificou-se. – Então está cortado teu carboidrato.
– Pode cortar – respondi.

O assunto que trago à tona a seguir cisca no assunto bebida, mas obviamente deverá ser usado mais por dependentes químicos – o que não é o meu caso, fique claro. Manchete: “Inglaterra deve liberar pílula que diminui vontade de beber”.

Exatamente. Depois dos inibidores de apetite, parece que chegou a hora dos inibidores de álcool. A cápsula deve ser tomada quando o paciente sentir necessidade de ingerir álcool e as pesquisas feitas até agora apontam que o tratamento reduz o consumo de bebida em 61%

O comprimido bloqueia a região do cérebro responsável por dar a sensação de prazer ao ingerir álcool. Ou seja, esse tratamento é diferente dos disponíveis atualmente porque ajuda o paciente a beber menos, e não a cortar o álcool completamente.

Então, pensando melhor agora, pensando como leiga, que fique claro, talvez não seja o caso de indicá-lo para dependentes químicos, uma vez que dependentes precisam cortar o álcool todo de uma vez. Ou não? Não sei. Não sou dependente para saber.

Adoro a ironia do animal. Depois que escapou de ter as bolas arrancadas então… Anda ainda mais afiadíssimo. Sobre o remédio: o jornal The Guardian publicou hoje uma notícia dizendo que o medicamento foi liberado pelo Instituto Nacional para Saúde e Cuidados de Excelência da Grã-Bretanha.

De acordo com o órgão, pesquisas mostraram que a pílula, chamada nalmefene, diminui o consumo de álcool em 61% ao longo de seis meses de uso.

Para que a aprovação da cápsula seja concluída, o Nice precisa divulgar as orientações completas do tratamento, o que deverá acontecer no próximo mês. Sabe-se até agora que a pílula é indicada a homens que consomem pelo menos 7,5 doses de álcool por dia (o equivalente a dois terços de uma garrafa de vinho, por exemplo) e a mulheres que bebem no mínimo cinco doses diárias.

Estima-se que cada pílula custará 3 libras, ou cerca de R$ 12. Especialistas preveem que até 600 000 pessoas possam ser beneficiadas pela nalmefene e que o tratamento será capaz de salvar 1 854 vidas ao longo de cinco anos, além de prevenir 43 074 casos de doenças associadas ao consumo de álcool na Inglaterra e País de Gales.

 

Crédito: ClicRBS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat