• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Button vence a terceira e dispara; Barrichello é 5º

Digiqole ad

Jenson Button, da Brawn GP, segue sobrando no Mundial de Fórmula 1 desta temporada. Neste domingo, o inglês venceu o GP do Bahrein, no circuito de Sakhir, e disparou na liderança do Mundial de Pilotos, agora com 31 pontos. Melhor brasileiro na prova, Rubens Barrichello, também da Brawn GP, terminou em quinto.

A segunda colocação ficou com o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, seguido pelo italiano Jarno Trulli, da Toyota, que largou na pole. Atual campeão mundial, o inglês Lewis Hamilton guiou a sua McLaren ao quarto posto.

Praticamente impecável em suas tarefas, Button soube ganhar terreno desde o início da prova, quando ultrapassou Vettel. Rápido quando teve a pista livre, o experiente piloto aproveitou a diferença de combustível para os pilotos da Toyota, que disputavam a liderança, para assumir a ponta logo após a primeira parada nos boxes.

A partir desse momento, nada mais atrapalhou o britânico rumo ao terceiro triunfo em 2009 e o quarto na carreira, sendo que após o segundo reabastecimento sua vantagem para o segundo colocado era de 13 segundos.

Responsável por todos os principais resultados da Brawn na temporada, Button aproveitou ainda para continuar se fortalecendo na comparação com Barrichello. Dono de 31 pontos até aqui, o inglês abre vantagem de 12 para o companheiro, ainda o vice-líder do campeonato.

Na prática, o brasileiro teve três momentos ruins em toda a etapa. Depois da largada, ele acabou perdendo tempo atrás de Vettel, piloto com mais gasolina entre os principais candidatos à vitória. Quando voltou pela primeira vez dos boxes, o veterano ainda demorou para se livrar de Nelsinho Piquet. Para fechar, de forma surpreendente a escuderia optou por uma estratégia de três paradas para o piloto.

Pódio

Com o inalcançável Button dominando a maior parte do GP, a maior briga ficou pela segunda posição, que chegou a envolver Vettel, Trulli e Glock. O alemão da Toyota, porém, logo se afastou da disputa, pois perdeu muito rendimento depois de ultrapassar o companheiro, limitando-se ao sétimo posto.

Assim, Vettel e Trulli travaram um interessante duelo, ainda que os pontos altos tenham sido vistos somente nos boxes. No final, quem levou a melhor foi o piloto mais jovem, que largou mal, porém, se beneficiou por ter começado a corrida com mais combustível que o italiano.

Com mais um resultado expressivo, o alemão da Red Bull subiu ao pódio pela terceira vez na carreira e encostou em Rubinho na classificação geral do Mundial – tem 18 pontos, a 13 do líder Button. Trulli, por sua vez, também aumentou as chances no campeonato, visto que ascendeu à quarta colocação com 14,5 tentos.

Entre os demais pilotos, destaque para Hamilton, que voltou a colocar a McLaren entre as principais equipes, desta vez na quarta colocação. Atrás de Barrichello apareceu ainda Kimi Raikkonen, que impediu a Ferrari de ter seu pior início de campeonato da história – em sexto, o finlandês enfim, tirou o zero que acompanhava o time italiano no Mundial.

Embora o modelo F60 não esteja tão ruim quanto em março, Felipe Massa não conseguiu um grande resultado e segue sem freqüentar a zona de pontuação em 2009. O brasileiro viu o sonho do tri no Bahrein ser descartado logo na largada, quando foi tocado pelo próprio parceiro e teve de adiantar seu primeiro pit, trocando o bico de seu carro.

Sempre no pelotão de trás, o atual vice-campeão mundial não conseguiu sair da 14ª colocação, chegando, inclusive, a tomar uma volta do líder.

Para fechar a trupe dos brasileiros, Nelsinho não brilhou, mas pelo menos realizou uma exibição segura. Com uma boa partida, o brasileiro ganhou quatro posições nas primeiras voltas, subindo para 11º e se manteve nessa região durante toda a etapa.

Com uma estratégia de andar com bastante combustível, o jovem terminou no décimo posto, colecionando seu melhor resultado no ano. Discreto mesmo com o novo difusor da Renault, Fernando Alonso ficou em oitavo.

Confira o resultado final do GP do Bahrein:

1. Jenson Button (ING/Brawn GP) – 56 voltas em 1h31min48s182
2. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 7s187
3. Jarno Trulli (ITA/Toyota) – a 9s170
4. Lewis Hamilton (ING/McLaren) – a 22s096
5. Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) – a 37s779
6. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a 42s057
7. Timo Glock (ALE/Toyota) – a 42s880
8. Fernando Alonso (ESP/Renault) – a 52s775
9. Nico Rosberg (ALE/Williams) – a 58s198
10. Nelson Piquet (BRA/Renault) – a 1min05s149
11. Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 1min07s641
12. Heikki Kovalainen (ALE/McLaren) – a 1min17s824
13. Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – a 1min18s805
14. Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 1 volta
15. Giancarlo Fisichella (Force India) – a 1 volta
16. Adrian Sutil (ALE/Force índia) – a 1 volta
17. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – a 1 volta
18. Robert Kubica (POL/BMW) – a 1 volta
19. Nick Heidfeld (ALE/BMW) – a 1 volta
20. Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – a oito voltas

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat