• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Brasileiros tiram série invicta de Maradona na Argentina

Digiqole ad

O bom início do técnico Diego Armando Maradona à frente da seleção da Argentina durou apenas três partidas. O aproveitamento 100% do substituto de Alfio Basile no cargo caiu na tarde desta quarta-feira, graças aos gols dos “brasileiros” Marcelo Moreno e Alex da Rosa. No Estádio Hernando Siles, em La Paz, a Bolívia derrubou o time de Messi e companhia por incríveis 6 a 1 e se recuperou dos últimos tropeços nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Nos três primeiros compromissos à frente do selecionado argentino, o ídolo do país só conheceu vitórias, nos amistosos contra Escócia e França, e na goleada por 4 a 0 sobre a Venezuela, no último sábado. Sem repetir a atuação que empolgou os torcedores em Buenos Aires no final de semana, a equipe estaciona nos 19 pontos e pode cair da segunda para a quarta colocação da etapa sul-americana da competição.

Já o time boliviano, que teve como destaque o seu trio de atacantes, chega aos 12 pontos, mas não consegue deixar a vice-lanterna das Eliminatórias, à frente apenas do Peru. No entanto, a time de Erwin Sanchez se recuperou da derrota diante da Colômbia, na rodada anterior, e mostra força ao bater um dos principais favoritos para ainda sonhar com uma das quatro vagas para a Copa da África do Sul.

Com boa vantagem construída na etapa inicial, a Bolívia mostrou a força de seu ataque logo no início. Ídolo da torcida cruzeirense e atualmente no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o atacante Marcelo Moreno, filho de pais brasileiros, aproveitou um rebote na área argentina e acertou o canto direito de Carrizo, aos 11min de jogo. No entanto, o time de Maradona cresceu após o gol e chegou ao empate aos 24min, em chute de longe de Lucho González, que contou com a falha de Arias.

No entanto, Maradona e seus comandados tiveram pouco tempo para comemorar e, aos 33min, viram o início de uma goleada histórica. Em jogada que começou em falha de Zanetti quando tentou sair jogando, o brasileiro Alex da Rosa, que atua no San José, roubou a bola e foi derrubado pelo lateral argentino. Na cobrança, Botero não deu chances a Carrizo e recolocou a Bolívia em vantagem.

Já aos 44min, no momento em que a torcida local fazia grande festa nas arquibancadas, Alex da Rosa corrou seu retorno à seleção nacional com um gol. Depois de cinco anos sem participar de duelos oficiais, o atacante se posicionou bem na área para completar de cabeça um cruzamento de Botero e balançar novamente as redes argentinas.

Na etapa final, o massacre boliviano teve continuidade, assim como o brilho do setor ofensivo da equipe. Com 8min após a volta do intervalo, Marcelo Moreno foi ao fundo e cruzou para novo gol de Botero. Dez minutos depois, o argentino Di Maria acertou chute em García e deixou o time de Maradona com apenas dez jogadores em campo. E logo em seguida, Botero recebeu livre na área e balançou as redes pela terceira vez no jogo.

Com gritos de “olé” vindo das arquibancadas, a Bolívia diminuiu o ritmo nos minutos finais, mas mesmo assim encontrou facilidade para marcar mais uma vez e encerrar a goleada em La Paz. Com 41min de bola rolando no segundo tempo, Torrico arricou chute da meia esquerda e viu a bola passar por baixo do goleiro Carrizo, dando números finais à histórica goleada.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat