• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Brasil vence último teste, mas joga mal e liga sinal de alerta para a Copa

 Brasil vence último teste, mas joga mal e liga sinal de alerta para a Copa
Digiqole ad

Não foi a última apresentação que todos esperavam. Em seu amistoso final antes da Copa do Mundo, a seleção brasileira jogou muito mal. Parou na marcação da Sérvia e sofreu para vencer por apenas 1 a 0, nesta sexta-feira, em São Paulo. Razão para vaias da exigente torcida paulista que lotou o Morumbi.

Desempenho que liga o sinal de alerta para a estreia no Mundial, na próxima quinta-feira, às 17h (horário de Brasília), no Itaquerão, novamente em São Paulo. Até porque a Croácia deve atuar de forma muito parecida com a dos sérvios. Uma semana cheia de trabalho para o Brasil tentar reencontrar a intensidade que apresentou na Copa das Confederações, mas que não apareceu nos último amistoso.

As fases do jogo: Quem esperava ver um show brasileiro, se surpreendeu ao assistir o domínio sérvio em boa parte da partida. Preso à marcação adversária, o Brasil não criou sequer uma boa chance no primeiro tempo. Para piorar, ainda viu a Sérvia dominar a etapa inicial e criar três oportunidades claras de abrir o placar. Teve até gol dos europeus anulado por impedimento.

O gol de Fred no início da etapa final, em bela jogada individual, deu mais tranquilidade aos brasileiros, que criaram chances de ampliar no contra-ataque e tiveram um gol anulado. Os sérvios, porém, deram muito trabalho na etapa final e acertaram a trave em cabeçada de Jojic. No fim, os europeus cansaram e viram os brasileiros administrarem o placar nos minutos finais. Leia todos os lances da partida.

O melhor: David Luiz – Em um dia de pouca inspiração dos atacantes e de atuação irregular do meio-campo, o zagueiro se desdobrou para segurar o ataque sérvio. Precisou compensar a falta de ritmo de jogo de Thiago Silva, que fez sua primeira partida após período lesionado.

O pior: Oscar – O mais novo papai da seleção ainda não reencontrou seu bom futebol. Lento, errou muitos passes e acabou substituído por Willian. O ex-corintiano, que tem sido destaque nos treinos, foi bem novamente e colocou uma dúvida na cabeça de Felipão para a estreia.

A chave do jogo: Neymar ‘fominha’. Para o bem ou para o mal, o jogo do Brasil passa sempre pelos pés do seu camisa 10. O atacante optou por carregar bastante a bola ao invés dos toques rápidos. Se em alguns momentos desconcentrou a defesa sérvia com seus dribles e foi ‘caçado’ pelos marcadores, em várias oportunidades deixou de tocar a companheiros mais bem colocados e matou o ataque brasileiro.

Toque dos técnicos: As duas linhas de quatro armadas pelo técnico Ljubinko Drulovic anularam a seleção brasileira no primeiro tempo. O panorama só mudou com a entrada de Willian na etapa final. Com mais movimentação e velocidade na troca de passes, o Brasil melhorou e criou mais chances. O gol, porém, só veio em lance individual de Fred.

Para lembrar:

“Luís Fabiano”. Foi o grito da torcida paulista presente no Morumbi. Descontente com a atuação ruim da seleção, as arquibancadas pediram pela entrada do atacante do São Paulo, que não foi convocado por Felipão. Após o gol de Fred, aplaudiram o camisa 9 quando foi substituído por Jô.

Gramado sem padrão Fifa. Campo do Morumbi esteve longe de seus melhores dias e complicou os jogadores da seleção. Resultado? Muitos erros de passe e dificuldade para completar as tabelas no ataque.

Thiaguinho canta o Hino Nacional. Depois de Péricles no amistoso contra o Panamá,outro ex-vocalista do Exaltasamba foi o escolhido para entoar a música antes do início da partida diante dos sérvios.

Sérvia precisa de ajuda. Eram os dizeres das camisas dos adversários brasileiros na entrada em campo. O pedido nada tinha a ver com a partida, mas sim com as enchentes que têm atingido o país europeu.

BRASIL 1 X 0 SÉRVIA

Data: 6 de junho de 2014
Horário: 16h00 (de Brasília)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Enrique Cáceres (PAR)
Assistentes: Dario Gaona e Milciades Saldivar (PAR)
Cartões amarelos: Petrovic e Matic (Sérvia)
Gols: Fred, aos 13 min do 1º tempo

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves (Maicon), Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Fernandinho) e Oscar (Willian); Neymar (Bernard), Hulk e Fred (Jô).
Técnico: Luiz Felipe Scolari

SÉRVIA: Stojkovic (Lukac); Basta, Tosic, Ivanovic e Kolarov; Jojic, Tadic (Tosic), Petrovic e Matic; Mitrovic (Gudelj) e Markovic
Técnico: Ljubinko Drulovic

 

Crédito: UOL

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat