• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Brasil Carinhoso beneficia quase 60% das pessoas em extrema pobreza no Sul

Digiqole ad

Complementação de renda tirou da miséria 429,3 mil pessoas na região, com destaque para o Rio Grande do Sul, onde o índice chegou a cerca de 70%.

Cerca de 60% das pessoas extremamente pobres saíram dessa condição no Sul do país em julho. Foram 429,3 mil pessoas beneficiadas pela complementação de renda do Brasil Carinhoso – ação do Brasil Sem Miséria – nos três estados da região. O Rio Grande do Sul teve o melhor índice (atendimento a 69,6% dos extremamente pobres) do Sul e o segundo do Brasil. As pessoas beneficiadas pelo Brasil Carinhoso na região representam 2,6% da população em condição de miséria em todo o país.

Lançado em maio, o Brasil Carinhoso é uma ação do Plano Brasil Sem Miséria que visa retirar da miséria todas as famílias com crianças de até 6 anos. Cada família recebe uma complementação financeira, de modo que a renda média por pessoa fique acima de R$ 70 por mês.

O valor do benefício depende da renda e do número de integrantes de cada família. Para calculá-lo, é necessário somar a renda mensal total da família – considerando inclusive o Bolsa Família e outros benefícios que ela receba – e dividir pelo número de pessoas. Julho foi o segundo mês de pagamento do benefício, que significou uma injeção de R$ 9 milhões na região.

Estados – Em números absolutos, o estado da Região Sul que mais retirou famílias (52,5 mil) da pobreza extrema foi o Rio Grande do Sul. As 213,6 mil pessoas beneficiadas representam 59,9% de todos os extremamente pobres do território gaúcho – o segundo melhor índice do país, atrás apenas do Rio de Janeiro (72,6%).

“Há um impacto brutal de redução da extrema pobreza num tempo muito curto”, avalia o secretário de Renda de Cidadania do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Luís Henrique Paiva.

Em Santa Catarina, 61,3 mil famílias foram beneficiadas – 59,7% dos extremamente pobres do estado. A complementação financeira chegou a R$ 1,4 milhão. No Paraná, foram 37,1 mil famílias beneficiadas ou 154,3 mil pessoas (50,3% de todos os extremamente pobres).

O Brasil Carinhoso conta com iniciativas para a primeira infância nas áreas social, com a complementação do Bolsa Família para famílias em extrema pobreza; de educação, com o aumento da oferta de vagas em creches; e de saúde, oferecendo suplementação de vitamina A, ferro e medicação gratuita contra asma.

 

Crédito: MDS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat