• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

BOPE liberta vítima de cárcere privado em Farroupilha

 BOPE liberta vítima de cárcere privado em Farroupilha
Digiqole ad

Uma sequência de surtos psicóticos chegou ao fim da sua linha do tempo em uma ocorrência que marca a segurança pública do município de Farroupilha.

O caso  que ocorreu entre a noite do domingo (17) e a madrugada desta segunda-feira (18), na Rua Hilário Hilguert, no bairro São Francisco, em Farroupilha e que terminou com a morte de Jair Camargo da Silva, de 50 anos, e a libertação da sua companheira, Zilma da Silva, de 58 anos, envolveu um aparato policial nunca visto na cidade e pode ter começado muito antes deste desfecho.

Por volta das 19h50min, a Brigada Militar chegou ao local após uma ligação relatando que Silva estaria armado dentro de casa, que fica no porão de outra residência, e ameaçava matar a mulher. Na porta, os brigadianos foram recebidos com pelos menos cinco disparos de arma de fogo. Nenhum policial ficou ferido. Houve então o recuo deles e o pedido de reforços.

Informações obtidas pelo Grupo RSCOM, dão conta que este não seria o primeiro episódio envolvendo o homem, que presta serviços para uma empresa de segurança, e em abril deste ano, já havia sido afastado de suas atividades devido a uma discussão com um morador do prédio, que fica em frente à sua casa, onde trabalhava.

Na madrugada do domingo, por volta das 4h30min, o homem, teve um novo surto psicótico durante o trabalho.

Uma equipe da polícia foi chamada até o prédio, pela administração, que relatava que o guarda havia entrado em contato alegando que estavam tentando matá-lo dentro da guarita. Ao chegar no local, ele foi encontrado dentro do banheiro e sem nenhuma pessoa próxima.

A empresa que ele trabalha foi chamada ao local e, ao seu gestor, Jair confirmou que há mais de 20 dias não estava tomando os medicamentos para um tratamento psiquiátrico que vinha fazendo. Ele foi afastado de suas atividades e encaminhado para casa. A noite, em mais um surto, ele fez a mulher refém dentro de casa.

Após mais de mais de nove horas de negociações, que envolveram o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) de Porto Alegre, psicólogos, familiares e agentes especializados, além do Corpo de Bombeiros e do Samu, a casa foi invadida por volta das 5h30min.

Silva disparou contra os policiais e foi alvejado. Ele foi socorrido ao Hospital São Carlos, onde morreu durante os atendimentos médicos.

A mulher também foi encaminhada para a casa de saúde, sem ferimentos graves, onde passou por atendimento.

Fonte: Leouve

Digiqole ad

Relacionados

Open chat