• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Atraso de pagamentos à União será anunciado por Sartori

 Atraso de pagamentos à União será anunciado por Sartori
Digiqole ad

O governador José Ivo Sartori (PMDB), após reunião tensa no Palácio Piratini na noite desta quinta-feira, decidiu atrasar o pagamento da dívida do Estado com a União referente ao mês de abril. No valor de R$ 280 milhões, o montante precisa ser quitado até o último dia do mês. O débito, entretanto, será pago em duas parcelas no mês de maio, nos dias 10 e 13, respectivamente. 

A decisão de adiar o pagamento à União foi tomada como último recurso diante do iminente atraso nos salários dos servidores, medida que seria anunciada durante a coletiva de imprensa marcada para as 9h, no Palácio Piratini. Desde a segunda-feira, o governo vem trabalhando com a possibilidade de não ter recursos suficientes para a folha de pagamento. Os fatos se precipitaram após a negativa do ministro Joaquim Levy, da Fazenda. em repassar ao RS recursos da Lei Kandir. Levy recebeu Sartori e o secretário da Fazenda, Giovani Feltes, em Brasília, e descartou qualquer repasse de verbas agora. 

Na mesma reunião à noite, o Piratini enumerou alternativas a serem anunciadas: atraso no pagamento de salários, adiamento do repasse de verbas constitucionais aos municípios do RS ou a medida que se consolidou como a mais viável: o não pagamento da dívida do Estado com a União. 

Para a oposição, no entanto, o que Sartori anunciará não foi decidido no Piratini à noite, nem após a reunião, em Brasília, com Levy. Segundo dois parlamentares alinhados a Sartori, as questões fazem parte de uma estratégia para que o Executivo consiga aprovação da base e da sociedade para medidas impopulares que o governo pretende adotar. 

A estratégia consiste em consolidar a percepção de que não há alternativa para as medidas ‘amargas’ que virão. Feltes, em reuniões internas, costuma resumir a tática com uma frase: “Se o RS não conhecia o caos, agora vai conhecer.”

Confirmam as declarações dos parlamentares o fato de que a Fazenda tem projeção diária da arrecadação do ICMS. E de que Sartori sabia que voltaria de Brasília sem garantia de recursos. A liberação dos valores do Auxílio Financeiro para Fomento de Exportações, espécie de “plus” da Lei Kandir, precisa ser feita anualmente por MP ou Lei Ordinária. No ano passado, a MP que poderia estipular valores para 2015 não saiu. E não seria negociada em encontro de um só governador com Levy.

 

 

 

Crédito: http://correiodopovo.com.br/Noticias/554742/Atraso-de-pagamentos-a-Uniao-sera-anunciado-por-Sartori

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat