• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Assembléia aprova projeto de lei que permite “sapeca” nos campos para renovação das pastagens

Digiqole ad

Deputado Alceu Barbosa ressalta que mobilização de lideranças e produtores rurais dos Campos de Cima da Serra foi fundamental para este resultado

A Assembléia Legislativa do RS aprovou o Projeto de Lei 175/2011, que permite as queimadas controladas no Rio Grande do Sul. A votação terminou às 20h55min desta quarta-feira (21.12), no plenário 20 de Setembro, do Parlamento Gaúcho. O projeto de lei foi aprovado com 28 votos favoráveis e 13 contrários. Votaram contra as bancadas do PT e PCdoB.

Para o deputado estadual Alceu Barbosa Velho (PDT), foi uma grande conquista, reivindicada desde 1992, quando a sapeca foi proibida. Ele liderou a mobilização de prefeitos, vereadores, secretários, produtores e lideranças dos Campos de Cima da Serra, que lotaram as galerias do plenário durante duas semanas. “Esta presença maciça no plenário foi fundamental para o resultado”, disse.

“Sabemos que ainda é cedo para festejar, pois é necessária a sanção do governo do Estado, mas temos a certeza de que tudo foi feito de acordo com a lei, inclusive com os municípios prontos para licenciar os produtores, que tomarão os devidos cuidados ambientais”, disse Alceu Barbosa.

O deputado lembrou que nasceu e se criou no campo, onde todos os anos seu pai fazia a sapeca. Segundo ele, é questão de sobrevivência a manutenção das queimadas, “inclusive porque não é possível ficar aguardando – por tempo indeterminado – o calcário a fundo perdido, prometido pela presidente da República. Uma coisa é o mundo ideal; outra é o mundo real e é neste que vivemos”, concluiu.

 

Crédito: Jornalista Alexandra Baldisserotto

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat