• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

As consequências da água mineral contaminada por bactéria

 As consequências da água mineral contaminada por bactéria
Digiqole ad

A informação de que um lote de água mineral da Nestlé estava contaminado por bactéria, divulgada nesta sexta-feira, despertou diversos questionamentos. ZH procurou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela resolução que proibiu a venda do produto e respondeu as principais questões.

1 – Que bactéria é essa? Ela pode fazer mal?
A pseudomonas aeruginosa é uma bactéria extremamente versátil, que pode ser encontrada em diversos ambientes, principalmente solo e água ou, ainda, associada a plantas e animais, onde pode causar infecções oportunistas. Raramente causa doenças em um indivíduo saudável. No entanto, pode causar infecções em crianças, gestantes e pessoas com sistema imunológico fragilizado. De acordo com a USP, os principais órgãos afetados são os pulmões.

2 – Em que quantidade acima do recomendado ela foi encontrada?
O micro-organismo foi encontrado na quantidade de 13 UFC/100ml, ou seja, mais de seis vezes acima do limite permitido pela legislação, que é de 2 UFC/100 ml. A sigla UFC significa Unidades Formadoras de Colônia, um termo utilizado em microbiologia para quantificar o número de bactérias presentes em uma determinada solução.

3 – Quem detectou a bactéria?
A amostra foi coletada pela Vigilância Sanitária de Campinas (SP) após denúncia de um consumidor, que relatou gosto estranho do produto. O produto foi enviado, então, ao Instituto Adolfo Lutz, que identificou a presença da bactéria acima do limite estabelecido. Em seguida, a Anvisa publicou resolução proibindo distribuição e venda do lote.

4 – Como a água pode ter sido contaminada?
Segundo a Anvisa, a água pode ter sido contaminada na fonte ou por equipamentos pela sua capacidade em formar uma película para se proteger, conhecida como biofilme.

5 – Onde foi vendida essa água? Há lotes no Rio Grande do Sul?
A agência ainda não tem o mapa de distribuição do produto, mas já avisou as 27 Vigilâncias Sanitárias Estaduais do país.

6 – O que fazer se eu comprei água desse lote?
Se for comprada água desse lote, a orientação é não consumir. Para o esclarecimento de dúvidas ou informação adicional, a Nestlé colocou à disposição dos consumidores o telefone SAC 0800-979-1819.

7 – Há risco de contaminação de outros lotes?
Não há suspeita de irregularidade em nenhum outro lote do mesmo produto.

8 – A empresa vai ser punida?
A vigilância sanitária de Minas Gerais, onde está localizada a fábrica do produto, já foi acionada pela Anvisa para adotar as medidas necessárias junto à empresa. O lote em questão não pode ser comercializado e o recolhimento é de responsabilidade do fabricante.

O que diz a Nestlé:
“Em relação à resolução da Anvisa publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, a Nestlé Waters informa que desde que recebeu o primeiro contato da autoridade sanitária, em fevereiro de 2014, informando sobre alteração de parâmetro no lote 32966047S1 da Água São Lourenço Natural Sem Gás 300 ml, produzido em outubro de 2013, tomou a decisão de suspender imediatamente a distribuição e comercialização do referido lote. A medida foi tomada ainda que controles internos, confirmados por análises realizadas em laboratório certificado pelo Inmetro, em diversas amostras do mesmo lote, não tivessem apontado nenhuma desconformidade com a legislação vigente.

A empresa reitera que a segurança e a qualidade de seus produtos são prioridades inegociáveis, razão pela qual adota rígidos padrões e controles em todas as etapas dos processos de fabricação.

Para o esclarecimento de dúvidas ou informação adicional, a empresa coloca à disposição dos consumidores os canais do Serviço Nestlé ao Consumidor e o telefone 0800-979-1819.”

 

Crédito: ClicRBS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat