• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Arena do Grêmio corre o risco de fechar para jogos

 Arena do Grêmio corre o risco de fechar para jogos
Digiqole ad

Com o atraso no pagamento das parcelas do financiamento junto aos bancos e a crise da OAS, a Arena corre o risco de não abrir as portas para os jogos do Grêmio. A informação dada pelo colunista da Veja Lauro Jardim, foi confirmada pelo presidente Romildo Bolzan em entrevista a Zero Hora, em Brasília.

 

Segundo o presidente do clube, Romildo Bolzan Jr., se Banco do Brasil, Banrisul e Santander resolverem resgatar o dinheiro que não estão recebendo, faltarão recursos para que a Arena Porto-Alegrense custeie a operação do estádio. Não haveria caixa para bancar gastos básicos de um jogo, como bilheteria e segurança.

 

Romildo foi avisado há 30 dias sobre a inadimplência e o risco de ter de procurar outro estádio para mandar os jogos do Grêmio — o Olímpico está descartado. 

Conforme o presidente, a Arena Porto-Alegrense é responsável por quitar o financiamento de R$ 230 milhões para construção do complexo — faltaria pagar cerca de R$ 160 milhões. O dinheiro foi liberado via BNDES por meio de contratos com o Banco do Brasil, Santander e Banrisul, sendo que o estádio é uma das garantias.

 

Com a crise da construtora OAS, envolvida na Operação Lava-Jato, nos últimos meses as parcelas deixaram de ser depositadas. A bilheteria do estádio deveria bancar as prestações, contudo a OAS costumava complementar os valores que faltavam, o que não estaria ocorrendo mais.

Com o atraso, a conta bancária que recebe as receitas da Arena poderia ser bloqueada pelos bancos, impedindo o saque de dinheiro para custear a operação do estádio em dias de jogos. É nesta conta que o Grêmio deposita, todos os meses, R$ 1,8 milhão pelo uso do estádio. Bolzan adianta que, Grêmio x Figueirense, no dia 23, será na Arena.

 

— Da forma como está hoje, o risco seria não conseguir abrir as portas daqui a duas ou três partidas. Não acredito que os bancos vão executar a Arena — diz Bolzan.

O presidente espera que a Arena Porto-Alegrense consiga acertar com os bancos a liberação da conta, caso ela seja bloqueada. Banrisul e Santander já teriam aceitado a proposta, porém o Banco do Brasil dificulta a negociação. 

 

Bolzan acredita em uma saída para o caso nas próximas semanas, já que, segundo ele, há uma carta fiança que garantiria as operações da Arena com os bancos. Procurada por Zero Hora, a Arena Porto-Alegrense ainda não se manifestou sobre o assunto.

 

Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

 

Crédito: http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/gremio/noticia/2015/05/arena-do-gremio-corre-o-risco-de-fechar-para-jogos-4759808.html

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat