• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Arbitragem tendenciosa tira Glória do campeonato

Digiqole ad

Era o jogo da vida, era o jogo decisivo para as pretenções do Leão na Segundona 2009. A equipe gloriana precisava à todo custo da vitória para poder seguir sonhando com a classificação. Os mais antigos sempre dizem que quando o árbitro quer aparecer mais que o jogo alguma coisa está errada, dito e feito.

Logo aos 5 minutos Maninho domina a bola com o braço bem em frente ao auxiliar que manda seguir o jogo, o atacante invade a área e abre o marcador,ali começava o desespero, Cerâmica 1 x 0 Glória. O lance causou um sentimento de revolta em todos os jogadores, Marcelo Pitol correu em direção ao bandeira e se chocou com um integrante da comissão técnica adversária levando cartão amarelo. Mas a lambança da arbitragem já estava feita.

O Leão era valente, buscava o gol a qualquer custo, dominou as ações da partida e chegou ao gol de empate aos 20 minutos em chute de Dudu. Então o erro que custou a partida contra o Porto Alegre voltou a se repetir, no reinício do jogo, o Cerâmica acelerou a jogada e Deives Tiago entrou cara a cara com o goleiro Pitol e acabou desempatando o embate. Cerâmica 2 x 1 Glória.

Como precisava da vitória, o Leão jogou-se ao ataque correndo novamente atrás do gol de empate e assim conseguiu, aos 29 minutos Marcelo Muller pegou um rebote na meia-lua da grande área e mandou um foguete para as redes, sem chances para o goleiro Donizetti. A partir daí só o Glória jogava, a pressão era muito grande, mas levou perigo à meta adversária apenas em uma excepcional cobrança de falta de Marcelo Muller aos 40 minutos.

Voltando para a etapa complementar, o Leão sabia que era matar ou morrer, por isso estava determinado a virar o marcador. A equipe da casa apenas se defendia tentando sair nos contra-ataques, o Glória não deixava o adversário respirar, algumas vezes apenas o goleiro Marcelo Pitol permanecia no campo de defesa. Aos 10 minutos, após levantamento na área do Cerâmica, Maurício Oliveira pega a bola livre na risca da grande área e chuta para fora, a bola passou raspando a trave direita do arqueiro Donizetti.

Pressionando de todas as formas, o gol era apenas uma consequência, e foi. Aos 29 minutos, a bola é levantada na área da equipe da casa, onde Giancarlo passa para Roberto Jacaré que faz o gol, a festa era gloriana, quando de repente todos percebem que o auxliar( o mesmo que não marcou toque de mão no primeiro gol do jogo) havia marcado impedimento de Jacaré no lance.

Só resta agora ele explicar quem era o atleta irregular no lance, pois haviam dois jogadores dando totais condições de jogo para Roberto Jacaré. O tumulto estava formado novamente, graças a um erro completamente infantil da arbitragem.

Com a partida se encaminhando para seu final, o desespero começou a bater, na base de lançamentos para o interior da grande área adversária, o Glória lutou, foi valente, tentou de todas as formas, mas não conseguiu marcar o gol da classificação, pois se jogar contra 11 já é difícil, imagina jogar contra os 11 mais o trio de arbitragem.

Final em Gravataí, Cerâmica 2 x 2 Glória.

Anote estes nomes torcedor: Ronaldo Santos da Silva – árbitro CBF, João Lúcio de Souza Júnior – bandeira CBF e Marcelo Oliveira e Silva – assistente FGF.

Vergonha o que aconteceu com o nosso Leão na cidade de Gravataí, uma arbitragem totalmente sem ética, infelizmente o futebol gaúcho está caminhando para este lado.

Glória eliminado da Segundona 2009.

Glória

1. Marcelo Pitol – Cartão amarelo
4. Pansera (C) – Cartão amarelo
3. Alexandre Criciúma (13. Carlão)
6. Xavier
2. Anderson
5. Ivanildo
8. Maurício Oliveira (16. Roberto Jacaré)
11. Serginho – Cartão amarelo (18. Henrique)
10. Marcelo Muller – Cartão amarelo
7. Dudu Figueredo
9. Giancarlo

Técnico: Bagé

 

Crédito: Neto Ferreira/Assessoria G.E.Glória

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat