• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Órgãos de Segurança reuniram-se com responsáveis por entidades sociais que farão o Carnaval em Vacaria

Digiqole ad

Na tarde de ontem, sexta-feira, dia 25, na sede da Delegacia de Polícia Regional aconteceu uma reunião entre a Polícia Civil, Brigada Militar, Conselho Tutelar e Fiscalização Municipal juntamente com os responsáveis pelos quatro clubes da cidade onde acontecerá os festejos carnavalescos, Clube do Comércio, Clube Guarani, Clube Realce e Clube União da Glória.

Na oportunidade ficou decidido que os clubes deverão dar total atenção quanto a proibição da venda de bebidas alcoólicas para menores, com explanação feita pelo titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente – DPCA, delegado Anderson Silveira Lima.

Já por parte do delegado Regional João Estevam Mazine da Silva, foi dito que a Polícia Civil, juntamente com os demais órgãos de Segurança, estão fazendo a orientação aos presidentes dos clubes para que conheçam e atendam a Lei e assumam as suas devidas responsabilidades, pois será rígida a ação da Polícia na questão do cumprimento da Lei.

O inspetor João Carlos Pinto de Abreu que participou representando o Serviço de Inteligência Policial e o Conselho Municipal Antidrogas citou que serão feitas incursões aos clubes durante o Carnaval verificando “in loco” a situação e realizando diligências para a averiguação de denúncias que por ventura cheguem através do fone 181, o disque denúncia, ou através de outras formas feita pela comunidade Vacariense.

Também foi feito a entrega a todos os representantes dos clubes de cartazes enfatizando a proibição da venda de bebidas alcoólicas aos menores, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA e que é vedada a entrada e permanência de crianças e adolescentes até 15 anos de idade, sem o acompanhamento dos pais ou responsável nos eventos onde haja comércio de bebidas alcoólicas, conforme determina a Lei Municipal.

O conselheiro tutelar Luciano Ramos de Jesus, enfatizou que o Conselho trabalhará no regime de plantão é que irá ser feito um pedido ao Juiz da Vara da Infância e Juventude para que seja feita a expedição de portaria específica para que no Carnaval, seja vedado a entrada e permanência de crianças até doze anos nos bailes noturnos da “festa momesca”, sendo destinado para isso os “matines”, durante as tardes, para as crianças.

Daniel Boeira, responsável pela Fiscalização Municipal falou da existência da Lei Municipal que regula a entrada e permanência de adolescentes até 15 anos os quais devem estar devidamente acompanhados pelos pais ou responsáveis ou então estar com autorização por escritos dos mesmos contento obrigatoriamente o nome do responsável (pai, mãe ou responsável legal), bem como seu endereço e telefone para contato e o nome da pessoa maior de 18 anos que os acompanham.

Por parte do comandante do 10º BPM, Major Vilmar Araldi, o mesmo afirmou que a Brigada Militar fará efetivo reforçado durante o Carnaval e que a BM estará à disposição para atender as necessidades que por ventura acontecer durantes os bailes carnavalescos, atendendo também os chamados através do fone 190.

A imprensa também se fez presente a essa reunião, para que as quais foi solicitado pelo delegado Mazine e Anderson a ampla divulgação das decisões tomadas em conjunto na reunião e que noticiasse da disposição de que não será permitida a entrada de crianças (até 12 anos) nos bailes noturnos e da orientação via imprensa escrita e falada de que os demais jovens portem suas carteiras de identidades para a devida comprovação da idade.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Rádio Esmeralda e DP de Vacaria.

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat