• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Anvisa determina rótulo com advertências sobre consumo de ovos

Digiqole ad

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na terça-feira (16), uma norma que determina a obrigatoriedade, nos rótulos de todos os ovos vendidos no país, de advertências sobre o consumo do produto.

A embalagem deve ter as seguintes frases: “O consumo deste alimento cru ou mal cozido pode causar danos à saúde” e “Manter os ovos preferencialmente refrigerados”. O aviso deve ser expresso em destaque e de forma legível.

As empresas terão 180 dias para se adaptar a nova regra, depois da publicação oficial do texto.

Maria Cecília Brito, diretora da Anvisa, disse que o objetivo é alertar a população para evitar a transmissão de salmonella pelo ovo. “Essa bactéria é muito comum na casca e no interior deste alimento cru e pode causar infecções alimentares”, disse. Ela afirmou que não é necessário reduzir o consumo, mas prestar atenção no uso do alimento.

Segundo a agência, estudo do Ministério da Saúde mostrou que o ovo é o principal alimento envolvido em surtos de doenças transmitidas por alimentos no país, se considerado como agente causador a salmonella. Entre 1999 e 2007, o consumo de ovos crus ou mal cozidos foi responsável por 22,6% dos 5.699 casos desse tipo de doença notificados.

A pesquisa mostra também que a maior parte dos casos ocorre em residências (48,5%), seguida por restaurantes (18,8%) e escolas (11,6%).

Dicas

A Anvisa informa que os sintomas mais comuns da infecção causa pela salmonella são dores abdominais, diarréia, calafrios, náusea e vômito.

Veja dicas para evitar o problema:

1. Lavar bem utensílios e mãos depois de manipular carne de aves e ovos crus;
2. Cozinhar bem os alimentos;
3. Evitar consumo de produtos preparados com ovos crus;
4. Não usar os mesmos utensílios para preparar alimentos crus e cozidos;
5. Guardar na geladeira os alimentos preparados no fogão, mesmo que ainda estejam quentes;
6. Proteger os alimentos do contato com animais como aves, insetos e roedores, que podem transmitir a bactéria.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat