• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Adiada votação do projeto de lei que proíbe uso de celulares em bancos

 Adiada votação do projeto de lei que proíbe uso de celulares em bancos
Digiqole ad

Falta de quórum adiou a votação do projeto de lei de autoria da vereadora Mônica Leal (PP) que proíbe a utilização de telefone móvel, rádio amador e similares no setor de pagamento e recebimento de agências bancárias. Logo após o início da discussão, o vereador Cláudio Janta (SDD) entrou com requerimento solicitando o adiamento da votação do texto por cinco sessões, mas apenas 17 vereadores votaram o pedido, quando o número mínimo era 19. Com isso, o requerimento terá de ser apreciado na sessão de quarta-feira.

Segundo a vereadora, a intenção do projeto é evitar a comunicação entre os assaltantes. Dessa forma, o usuário fica proibido de manusear celulares dentro do banco. Ela estima que a prática seja de fácil adoção pelo fato de as pessoas já terem o costume de desligar ou por os celulares no modo silencioso quando vão a ao teatro ou ao cinema, por exemplo.

Placas informando sobre a lei devem ser distribuídas nas agências, caso o projeto seja sancionado. O texto prevê, ainda, que caso um usuário comece a mexer em um celular ou atenda uma ligação, o aparelho seja removido por um servidor do banco. Na parte administrativa, o uso de celulares pelos servidores fica permitido.

O projeto ainda estipula multa de 200 Unidades Financeiras Municipais (UFMs) – cerca de R$ 620 – para quem insistir no uso do celular. Se a matéria for aprovada, as agências bancárias terão prazo de 90 dias, a contar da publicação, para se adequarem. Em caso de descumprimento, a multa é de cerca de R$ 4.650.

 

Crédito: Correio do Povo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat