• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

A música segue, a banda não, anuncia Duca Leindecker, em despedida do irmão Luciano

 A música segue, a banda não, anuncia Duca Leindecker, em despedida do irmão Luciano
Digiqole ad

Familiares, amigos e artistas se despedem neste sábado (22) do músico Luciano Leindecker. Um dos fundadores da banda Cidadão Quem, o baixista e compositor de 42 anos lutava há oito anos contra um mieloma múltiplo na medula óssea. Ele começou a carreira aos 16 anos, ao lado do irmão, Duca. A banda Cidadão Quem lançou sete discos e um DVD.

O grupo chegou a fazer uma pausa de cinco anos devido a doença de Luciano, e retornou em 2014. A alegria de viver e a energia são apontados por Duca Leindecker como o principal legado do irmão.

“Ele escolheu viver com plenitude, fazendo esportes, tocando. Ele nunca se acovardou, principalmente na batalha contra a doença”, diz o líder do Cidadão Quem.

Duca Leindecker também agradeceu aos fãs e lembrou a perda do primeiro baterista da banda, Cau Hafner, em 1999. Com a morte de Luciano, a banda chega ao fim.

“Agradeço aos fãs e ao tempo, que nos permitiram ter uma carreira de 20 anos. O que segue agora é a música, mais do que projetos. A banda não”, afirma Duca.

Luciano Leindecker deixa um álbum póstumo, para ser lançado oficialmente ainda este ano. Ao lado dos músicos Paulo Inchauspe e Caio Giradi, Luciano formava a banda Mani Mani, que já disponibilizou o trabalho nas redes sociais em agosto.

Luciano Leindecker é velado no cemitério da Santa Casa, em Porto Alegre. A cerimônia de cremação está marcada para 21h30 e será restrita aos familiares.

 

Crédito: ClicRBS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat